sexta-feira, 6 de julho de 2012

Chevrolet Impala 1960

Olá pessoal.

Mais de 5,3 metros de comprimento, 145 a 280 cv de potência, carroceria hardtop ou conversível, seis lanternas circulares... Com essas características e um vasto catálogo de equipamentos, a linha Bel Air 1958 incluía o superior Bel Air Impala para coroar o aumento das dimensões nos novos Chevrolet - o nome Impala vinha de um carro-conceito de 1956. A marca começava a se render ao gigantismo e ao excesso de cromados que assolavam Detroit.
O Impala oficializava que tamanho era documento, e que devia ser acompanhado por mais vigor. Os Chevrolet estreavam um V8 de bloco grande, com 5,7 litros e 250 ou 315 cv. Molas helicoidais traseiras aposentavam o feixe de molas. A extravagância era notada também no desenho, com faróis duplos. Tinha lanternas triplas, que se tornariam símbolo do modelo. Até logotipo das bandeiras (como no Corvette) ele tinha para acompanhar a figurinha do antílope que lhe serviu de batismo. Havia os V8 de bloco pequeno de 185 e 230 cv, mais o seis-cilindros de 145 cv.
Para 1959, o Impala abandonava seu vínculo com o Bel Air, que passava a ser uma série intermediária, acima do Delray e o Biscayne. O Impala se tornava o topo-de-linha. Na prática, só havia dois Chevrolet de passeio: o full-size (tamanho grande) - dividido por séries com variações de acabamento - e o Corvette. O modelo 1960 receberia desenho simplificado e nova gama de motores que, chegava a 335 cv.




Daniel Bicalho tem 14 anos, é estudante e seu objetivo é ser piloto de aviões.
Seus hobbies são fotografia automotiva e colecionar carros em miniatura, a câmera que mais utiliza é uma Canon Powershot A710 IS. Mas possui também uma Sony Cyber-Shot DSC T2 e uma Olympus FE-35.
Gosta muito de aviões, camionetes e carros, principalmente Ferrari,Audi e Bmw.


2 comentários :

  1. Muito bonito esse Impala
    Belas fotos Daniel

    ResponderExcluir
  2. Esse Impala está impecável,realmente muito lindo as fotos ficaram show

    ResponderExcluir