quinta-feira, 2 de abril de 2015

Manutenção BMW 325ia

Olá amigos
Como prometido hoje vou falar um pouco da manutenção que fiz na minha BMW.


Sempre que se compra um carro usado o recomendado é fazer uma boa revisão geral, principalmente na parte mecânica mesmo que ela se encontre em bom estado, pois a menos que se conheça o dono anterior, que não é o meu caso, não da para saber como ele cuidava do carro, se trocava o óleo dentro do prazo, amortecedores, pastilhas de freio entre outras coisas. Muita gente acredita que a manutenção desses tipos de carro são extremamente caras, e as peças custam preços exorbitantes, fatos que comprovei, em parte, não serem reais, de fato alguns consertos no motor e principalmente no câmbio automático podem custar muito caro, muitas vezes inviabilizando o conserto do mesmo por conta de atingir valores próximos ao do veículo, mas isso em casos extremos em que o proprietário não atentou para defeitos pequenos, que poderiam facilmente serem resolvidos por um baixo custo, que acabou culminando na quebra de componentes importantes do motor, ou câmbio, por isto ressalto a importância da manutenção preventiva, além de sempre conferir nível de óleo, bem como a troca do mesmo no prazo recomendado pelo fabricante, além de verificar também fluidos do radiador, freios e direção hidráulica, para os carros que possuem, bem como atentar para quaisquer ruídos estranhos e vazamentos, na maioria dos importados as peças em si não são caras, mas a mão de obra especializada agrega um valor considerável na conta final, para serviços de mecânica sempre é bom procurar seu mecânico de confiança, ou então uma oficina especializada, pois o barato pode sair muito caro futuramente, além de por em risco sua segurança e de terceiros.
Para quem pretende se aventurar nesse mundo de modelos importados, recomendo pesquisar bastante, existem dezenas de ótimas lojas para comprar peças na internet, sejam no Brasil ou no exterior, para aqueles que quiserem uma BMW recomendo o site da Bavaria Autosport, que é especializada em BMW e Mercedes, além de uma grande variedade de peças eles podem importar uma determinada peça para você, eu ainda não comprei nada com eles mas o site foi muito bem recomendado por proprietários de BMW, no exterior recomendo a Pelican Parts porém com o valor atual do dólar alguns itens compensam comprar por aqui, além também do Ebay, Mercado livre e ferro velhos, itens de acabamento são difíceis de conseguir, nessas horas recorrer a um ferro velho pode ser a solução.


No meu caso após algumas pesquisas cheguei a conclusão que a manutenção da minha BMW tem custos próximos ao de um modelo popular zero quilômetro e alguns seminovos, quando se compara com modelos de um nível superior o preço pode ser até maior, além do mais se você fizer a manutenção preventiva corretamente esses carros dificilmente irão dar problema, alguns especialistas e mecânicos dizem que os motores BMW e Mercedes são feitos para rodar mais de 1 milhão de quilômetros, sem precisar de qualquer tipo de retífica.
Vamos a minha manutenção: O abafador traseiro tinha se deteriorado e o dono anterior resolveu tirá-lo já que um novo não sai por menos de 300 reais, assim consegui um desconto no preço do carro, a primeira coisa que fiz quando peguei a BMW foi providenciar uma peça nova, já que estava com um barulho de trator, encontrei uma original usada em um ferro velho aqui da cidade, porém o cara me pediu 500 reais, então decidi procurar nas lojas de escape, depois de vários telefonemas consegui uma peça nova por 340 reais, porém era paralelo, mas entre a usada e a nova com 6 meses de garantia, preferi a segunda opção.

Foto do dia em que fui ver o carro

Em seguida foi a vez da troca de óleo e filtro, o manual dela traz alguns tipos de óleo de acordo com a temperatura ambiente do país do comprador, para a média de temperatura do Brasil são 3 opções principais de óleo, o semi-sintético 15W40, sintético 10W40 e o sintético 5W40, com base nas indicações de proprietários e pela diferença pequena de preço entre eles, optei pelo 5W40, são 6 litros e meio com a troca do filtro de óleo, aproveitei para comprar também o filtro de ar do motor, como minha viagem para o litoral se aproximava, resolvi adiar a troca do filtro para a volta, já que é recomendado a troca após uma viagem para o litoral, pois pode acumular grãos de areia e insetos. no total foram 320 reais com óleo e filtros, parece muito porém com o óleo sintético é possível rodar até 10 mil quilômetros, ou seja, um custo de pouco mais de 3 centavos por quilômetro rodado.

Diferença entre o filtro novo e o que estava no carro

Não exite uma quilometragem certa para trocar o filtro porém o mais recomendado é trocar sempre que for trocar o óleo, já que é um item relativamente barato, esse da Wega me custou 34 reais, preço semelhante ao que custava o do meu Gol, aproveitei também para trocar o filtro anti pólen, também conhecido como filtro do ar condicionado ou filtro da cabine, o filtro da Wega me custou 22 reais mais 24 reais do produto higienizador, recomendado para eliminar odores, fungos e bactérias do sistema, infelizmente apaguei as fotos do meu filtro sem querer, mas encontrei uma parecida na internet, apesar do meu filtro estar bem mais sujo do que o da foto abaixo.


Como estava empolgado com o carro no dia em que fui vê-lo, não atentei para os pneus que já estavam no fim da vida útil, porém ainda rodavam pelo menos mais uns 3 ou 4 mil quilômetros, mas resolvi trocá-los para ter uma viagem mais tranquila, após uma boa pesquisa decidi optar pelos Kumho Solus KH17, por apresentar um bom custo benefício, além de ser umas das poucas opções na minha cidade que tinha as especificações recomendadas no manual do meu carro, 205/60/R15 91V. Com a troca do abafador traseiro surgiu um barulho na roda traseira esquerda, o rolamento da roda tinha estourado, como estava sem abafador não percebi o barulho no dia do test drive, apesar do preço da peça ser relativamente barato a mão de obra não seguia a mesma tendência, no caso específico desse modelo de BMW a troca do rolamento é muito complicada, necessita desmontar toda a suspensão traseira, retirar o cubo e levar a um torno para retirar e colocar a peça nova, o que encareceu em muito o preço da mão de obra. Depois de alguns orçamentos muito próximos em oficinas especializadas da minha cidade, optei por levar o carro na oficina Brother, que tem uma grande experiência em modelos importados, em especial BMW, já que prestava serviço para a revenda oficial da marca na década de 90, dois dias depois o carro estava pronto, com mão de obra e peças o serviço ficou em 993 reais, pode parecer muito mas pelo menos tenho a certeza de ter recebido um ótimo serviço e peças de qualidade, mão de obra especializada é bem cara mas vale muito a pena, no passado já tive péssimas experiências com mecânicos atraído pelo baixo preço dos serviços e não estava disposto a arriscar com a 325.

Foto do dia que deixei meu velho companheiro com o novo dono e voltei para a casa dirigindo meu carro dos sonhos

Aproveitei que o carro estava na oficina para revisar freios e suspensão, descobri que as lonas do freio de mão estão no fim da vida útil, porém não encontramos as peças novas em tempo hábil do carro ficar pronto para a viagem, para o meu carro precisam ser lonas sob medida além de ter que dar um pequeno passe nos cubos em um torno, no mais estava tudo em ordem com a BMW, então foi só partir rumo ao litoral e curtir o carro na estrada com segurança. 
Para os próximos passos programei a troca das lonas de freio, em seguida troca do óleo e filtro do câmbio automático, troca das juntas do cabeçote e tampa de válvulas, rolamentos e tensores de correia, nada que tenha necessidade de trocar, exceto pela junta da tampa de válvulas, que apresenta um pequeno vazamento, e das lonas de freio, como o retante é apenas para completar minha manutenção preventiva posso cuidar disso com calma.
Com essa manutenção básica obtive uma média de consumo de 8,5 Km/l na cidade, com o ar ligado na maior parte do tempo e um pouco mais que 10 km/l na estrada sem ligar o ar por longos períodos e mantendo uma média de velocidade entre 80 e 110 km/h, nada mal se comparado com as médias que me foram passadas pelo antigo proprietário, de 6 e 8 Km/l na cidade e estrada, respectivamente.

 Parada para descansar em Soledade II

 Praia de Leste - Paraná

Travessia Guaratuba- Caiobá

A viagem foi muito prazerosa, o carro tem motor de sobra, além de ser extremamente confortável e firme nas curvas, nada mal para um modelo com mais de 20 anos de uso.



Diego Cardoso tem 27 anos, funcionário público, mas seu objetivo é trabalhar na área de Engenharia Elétrica.
Seus Hobbies favoritos são fotografia automotiva e colecionar miniaturas de carros, sua câmera atual é uma Canon T3i, mas utiliza também uma 
Fujifilm Finepix J10.
Ferrarista, seu modelo favorito é a Enzo Ferrari, mas não deixa de admirar outros modelos de carros em especial Muscles.

2 comentários :

  1. Belo relato, Diego.
    Por um bom tempo os BMW foram meu sonho de consumo, mas então conheci as Italianas, rs.

    ResponderExcluir
  2. Diego Cardoso de Araujo13 de abril de 2015 20:24

    Obrigado Delfino!!

    ResponderExcluir